Cultura - Música

Alessandro Costa volta aos palcos 23 anos depois de pausa na carreira como cantor

5 de Outubro de 2021

Irmão de Leandro e Leonardo regrava 11 canções que foram sucessos nos anos 1990 para retomada nos grandes palcos

Um artista de alma e coração, por mais que insista em mudar de rumo, acaba se rendendo ao seu talento, que fala mais alto e o atrai de volta para sua vocação verdadeira. É com esse impulso que o cantor sertanejo Alessandro Costa retorna aos palcos em 2021 e resgata todo o romantismo do estilo que foi sucesso nos anos 1990. Para isso, ele está preparando um DVD com 11 regravações em uma superprodução exclusiva feita no espaço Belo Luar.

Alessandro Costa
Foto: Darle Pessoa 

No projeto “Alessandro Costa De Volta aos Palcos” o cantor, compositor e produtor aposta em uma playlist de sucessos como “Talismã”, “Fui Dando Porrada”, “Te Amo Espanhola”, “Amaremos”, “Não Desligue o Rádio” e “Amor de Trem”. O trabalho será lançado em breve em todas as plataformas digitais, além dos streamings de música.

Alessandro foi um dos grandes sucessos sertanejos nos anos 90, participando dos populares shows de auditório da televisão da época e teve presença massiva de suas músicas em rádios. Na época, as duplas rompiam preconceitos e saíam das pequenas apresentações em picadeiros e casas do interior, para  ganhar o Brasil e os palcos de grandes shows.

Em 1992 ele estourou formando uma dupla com Tiãozinho, irmão da dupla Chitãozinho e Xororó.  A canção “Coceira de Amor” foi tema de novela da Globo e caiu na boca do povo por sua batida animada e letra contagiante. Foi com Tiãozinho também que ele fez sucesso com a música “Fui Dando Porrada”, dessas modas apaixonadas que ficam na memória afetiva das pessoas. Três anos depois foi a vez de Carlos, irmão mais velho com quem também gravou um álbum e eternizou os hits “Vida de Cão” e “Ela Não Vem”. 

Em 1998, a tragédia que atingiu a família de Alessandro, com o falecimento de Leandro, fez com que ele decidisse se afastar dos palcos, mas não da música. “Foi quando eu realmente encerrei a carreira de cantor. Eu senti que precisava parar. Mas investi meu tempo e experiência em produzir meus sobrinhos, onde consegui uma realização profissional, fora dos holofotes", conta Alessandro ao lembrar do tempo em que acompanhou a dupla teen Pedro e Thiago que foi um estouro no início dos anos 2000. Ele também se orgulha em contar que produziu as irmãs Maiara e Maraisa, ainda adolescentes, e que na época se chamavam Gêmini.

Nos últimos anos, Alessandro se dedicou à profissão de zootecnista na qual é formado, e eventualmente se apresentava em bares, casas noturnas e eventos. “Essa volta aos pouquinhos foi despertando novamente aquele desejo de voltar aos grandes palcos e ter projetos em maior escala”, diz entusiasmado: “Tá no sangue”, completa ao citar os artistas da família: Carlos, Leandro, Leonardo e Zé Felipe.

É impossível ouvir ou assistir Alessandro Costa sem comparar com o irmão Leonardo. As semelhanças físicas e de voz com o irmão são completamente espontâneas e muito bem aproveitadas por ele, que se mostra muito à vontade. “Somos irmãos, família, isso sempre foi uma coisa positiva para nós”, diz com um carisma típico de toda a família. 

Comentários
Assista ao vídeo
cture-in-picture" allowfullscreen>