Informes -

Márcia Silveira fala sobre a relação do seu trabalho de psicóloga com o filho autista

30 de Setembro de 2021

Márcia Silveira, influencer, psicóloga, natural de Francisco Sá, munícipio do  interior de Minas Gerais

Durante a pandemia encerrou as atividades do consultório por causa das restrições e começou a dedicar às redes sociais e hoje seu instagram conta com mais de 220 mil seguidores. O empoderamento  feminino corre em suas veias e suas histórias de vida e postagens que  compartilha nas redes sociais buscam orientar mulheres, principalmente  mulheres que nasceram com poucos privilégios.

Especialista e referência no tratamento e diagnóstico de autismo, Márcia,  atendia em seu consultório, um grande número de casos diagnosticados precocemente por ela. Era muito comum seu diagnóstico, por ainda não  apresentar inicialmente os sintomas, ser contraditado por outro profissional e  mais tarde consatatar que ela estava com a razão. Muitas mães mandavam  mensagens ou retornavam ao consultório pedindo ajuda depois de constatar  que a psicóloga estava certa em seu diagnóstisco inicial.

Bernardo, filho de Márcia, diagnosticado com autismo, apresentava sintomas  de ecolalia imediata. Ecolalia é a repetição das palavras ou das frases de outra  pessoa. O ato da repetição pode ser sintoma que caracteriza o autismo. O  fenômeno teve suas primeiras descrições por Kanner em 1943.  

“A ecolalia é um sintoma muito evidente de crianças com autismo. Você  pergunta pra criança qual seu nome e ela responde com a mesma pergunta repetindo a frase qual seu nome. Isso mostra que a criança tem condições de  ouvir a palavra ou frase, mas não conseguiu codificar ou processar uma  resposta” relata Márcia. 

Nos casos da ecolalia tardia a criança fica repetindo durante o dia ou em outro  momento e repete as palavras fora do contexto. “Vale lembrar qua não é  possível pegar um sintoma isolado e fazer um diagnóstico. Estou apenas  falando que ecolalia é, inclusive, um sintoma de autismo. E eu queria salientar  que é possível acabar com as ecolalias. O tratamento do meu filho durou  quatro anos, hoje aos 11 anos ele é bilíngue e tem anos que não faz mais  terapia. Uma das formas é aumentando o repertório de linguagem. Esse é um  trabalho para fonoaudiólogos”, encerra Márcia.  

Para conhecer e acompanhar um pouco da sua vida seu instagram é @marciasilveirapsi

Comentários
Assista ao vídeo
cture-in-picture" allowfullscreen>