Cultura - Educação

Instituto Estação das Letras promove segunda edição de “Viver de Escrever” com workshops gratuitos

16 de Setembro de 2021

Evento acontece on-line dia 25/9, das 10h às 18h, e é voltado para autores, novos escritores e todos os interessados em escrita e leitura

A segunda edição do “Viver de Escrever”, um ano após a comemoração pelos 25 anos da Estação das Letras e que deu origem ao encontro, terá o escritor Milton Hatoum e a fundadora da Casa, Suzana Vargas, na mesa de abertura com uma conversasobre leitura como munição fundamental para quem se aventura pelos caminhos da criação literária.

O evento, com programação gratuita e transmissão virtual, acontece no sábado 25/9, das 10h às 18h, e está voltado para neoescritores, escritores, professores de literatura e artes e público “que se interessa por leitura, que encontrarão atividades formadoras e informadoras mas, sobretudo, lúdicas, como não deixa de ser o contato direto com seus criadores e profissionais”, de acordo com Suzana,  que buscou nesta programação contemplar o universo da criação literária como um todo e o profissional em particular. “Acredito que teremos grandes momentos e todos sairão enriquecidos neste dia”, diz.

Rogério Pereira, Ítalo Moriconi e Nuno Rau traçamum panorama da prosa e da poesia contemporânea; Stella Maris Rezende e Marcia Cristina Silva abordarão percepções sobre a literatura feita para crianças e jovens.

Marçal Aquino e João Paulo Vaz abrem a tarde de programação ao falar do Conto como gênero e o que o aproxima ou afasta de outras formas narrativas. Já a autopublicação ficará a cargo de Laura Grossmann, da Amazon, e de Alexandre Brandão.

Viviane Mosé fecha a segunda edição do Viver de Escrever com Concerto especial de Poesia, evento que faz parte do calendário fixo do IEL e é realizado no último sábado do mês. Mosé fará a leitura dos poemas mais significativos de sua trajetória e conversará com o público presente.

Segundo Suzana Vargas, o 2o Viver de Escrever impôs-se depois da realização do primeiro no ano passado devido às diversas solicitações que chegaram da parte de alunos e simpatizantes. “Na verdade, trata-se de um evento que interessa a todos aqueles que vêem na literatura um caminho existencial e de sobrevivência”, conta.

As inscrições para o evento estão abertas pelo https://www.sympla.com.br/iel e podem ter ingresso consciente, sem valor definido. A programação do evento está disponível nas redes sociais do Instituto (https://www.facebook.com/InstitutoEstacaodasLetras / https://www.instagram.com/institutoestacaodasletras/) e tem o apoio de Amazon/KDP, Jacaré Livros, Rede de Amigos IEL e Jornal Rascunho.

CONTANDO A HISTÓRIA

Em 26 anos, a Estação das Letras, desde 2017 Instituto Estação das Letras - associação civil de direito privado, sem fins lucrativos –reuniumais de 30 mil alunos, dos quais 600 publicaram livros e 10% colecionam prêmios. Quatro mil professores foram capacitados por mentores como Ruy Castro, Marina Colasanti, Cleonice Berardinelli, Ferreira Gullar, Ana Maria Machado, Antônio Carlos Secchin, Frei Betto, Antônio Cícero, Gonçalo M. Tavares, entre outros, e 40 mil pessoas participaram de sete mil eventos promovidos pela Estação das Letras e sua equipe nesses anos. Entre eles: as arenas jovens e os espaços da leitura FNDE, pelo Snel e MEC, respectivamente, em bienais do Rio de Janeiro e São Paulo; Mostra Sul da Poesia Latinoamericana do CCBB, no Rio, em São Paulo e Brasília, assim como as vanguardas literárias da mesma instituição; Leitura em Ação, pela Oi Futuro; Estação Pensamento & Arte, da Secretaria Muncipal de Cultura do Rio de Janeiro e Caravana de Escritores (Minc/CBL).

Hoje, o IEL conta com aulas de gêneros e criação, leitura e mercado editorial (https://www.estacaodasletras.com.br/cursos) , além de oficinas de formação em escrita e leitura, rodas de leitura para jovens de 7 a 24 anos de comunidades, e disponibiliza serviços de avaliação de originais, mentoria, consultoria, curadoria e produção literária e uma grade de eventos mensais fixos: Sextas com Letras, Concertos de Poesia, Janelas LiteráriaseRecordar Infâncias.

Comentários
Assista ao vídeo
cture-in-picture" allowfullscreen>