Cultura - Música

Coro da Osesp apresenta recital com transmissão ao vivo direto da sala São Paulo no próximo domingo

9 de Setembro de 2021

Regido por William Coelho, conjunto vocal interpreta peças de Poulenc, Elgar e Lili Boulanger; apresentação também poderá ser acompanhada pelo canal da Osesp no YouTube

Programa ideal para encerrar o fim de semana, o Coro da Osesp apresenta na Sala São Paulo no próximo domingo (12/set) um recital com direção de William Coelho, seu Regente Preparador, e obras de Francis Poulenc, Lili Boulanger e Edward Elgar no repertório. E tem mais: a apresentação será transmitida ao vivo direto da Sala São Paulo, no YouTube da Osesp, com qualidade de som e imagem profissional.

Coros
Foto: Rodrigo Rosenthal

O regente William Coelho dá mais detalhes sobre os compositores escolhidos para esta performance do Coro: 

“Francis Poulenc foi um dos compositores-prodígio – e, em seu caso, autodidata – que faziam parte do Les Six, movimento de compositores apadrinhado por Erik Satie e que teve em Franck Martin e no próprio Poulenc seus membros de maior destaque. Poulenc foi certamente o compositor mais prolífico do grupo – contando apenas canções, são mais de 150 – e destacou-se por recuperar diversas melodias sacras e utilizar poemas também muito antigos e tradicionais da cultura popular francesa em suas criações. 

Outra criança-prodígio, Lili Boulanger nasceu em uma família tradicional de músicos e antes dos cinco anos de idade já assistia a aulas de composição no Conservatório de Paris junto de sua irmã mais velha, Nadia Boulanger, que também foi uma renomada compositora. Marie-Juliette (Lili) tocava órgão, piano, violino, violoncelo e harpa e aos 19 anos se tornou a primeira mulher a ganhar o Prix de Rome, cobiçado concurso de composição que já havia premiado nomes como Debussy, Florent Schmitt e seu pai, Ernest Boulanger. Herdeira da linguagem de Claude Debussy e Gabriel Fauré, de quem foi aluna, a jovem compositora francesa cultivou um estilo próprio no que diz respeito ao uso da harmonia, evocando a abordagem inovadora de Richard Wagner. De saúde delicada desde criança, Lili morreu muito jovem, com apenas 24 anos, e deixou uma obra sedutora, repleta de harmonias luxuosamente coloridas, de um discurso narrativo envolvente e trazendo à luz poemas desenvolvidos de forma muito elegante. 

Entre 1892 a 1897, a família de Edward Elgar passou algumas temporadas no extremo sul da Baviera, Alemanha. Nesses momentos de descanso aos pés dos alpes, Elgar pôde entrar em contato direto com a cultura local dos vilarejos, em especial com canções e danças folclóricas. Alice Elgar, poeta com quem ele era casado, passou a escrever textos que retratavam o que eles ouviram durante as estadias na Baviera, e o compositor compôs uma suíte de pequenas canções sobre eles para coro e piano. Nessa seleção de canções podemos ouvir e imaginar bailes regados a cerveja, a primavera com suas cores e o inverno com sua neve, paixões e desilusões amorosas, canções de ninar, orações comunitárias e até mesmo os disparos dos rifles de caçadores, tudo ambientado no idílico cenário dos alpes." 

Coro da Osesp

Criado em 1994 e reconhecido hoje como referência em música vocal no Brasil, o Coro da Osesp aborda diferentes períodos e estilos, com ênfase nos séculos XX e XXI e na obra de compositores brasileiros. Gravou CD’s pelo Selo Osesp Digital, Biscoito Fino e Naxos. Entre 1995 e 2015, teve Naomi Munakata como Coordenadora e Regente. De 2017 a 2019, a italiana Valentina Peleggi assumiu a regência do Coro, tendo William Coelho como Regente Preparador – cargo no qual ele continua na Temporada 2020-2021. Em 2020, o Coro se apresentou no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, sob a regência de Marin Alsop, Regente de Honra da Osesp. 

William Coelho

Regente Preparador do Coro da Osesp, é doutorando em Musicologia e bacharel em Regência pela USP. Foi professor de Regência na Universidade Federal de Juiz de Fora e é professor de Canto Coral na UNESP, de Regência na pós-graduação da Faculdade Paulista de Artes, e professor convidado da Academia da Osesp. É Regente Titular da Eos Música Antiga USP e regente convidado das Orquestras Sinfônicas da USP e de Piracicaba. Foi finalista do Prêmio Jovem Talento 2019 da Revista Concerto e, em 2020, regeu o Coro da Osesp no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. 

Esta transmissão ao vivo conta com o patrocínio máster da AB Concessões, patrocínio da Enel e apoio da Bauducco. Realização: Fundação Osesp, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal. 

PROGRAMA 

CORO DA OSESP E WILLIAM COELHO
CORO DA OSESP
WILLIAM COELHO regente
Francis POULENC | Oito Canções Francesas
Lili BOULANGER | Renouveau
Edward ELGAR | From the Bavarian Highlands, Op.27 

SERVIÇO 

12 de setembro, domingo, às 18h00 – Concerto Digital
Endereço: Sala São Paulo | Praça Júlio Prestes, 16
Taxa de ocupação limite: 638 lugares
Recomendação etária: 7 anos
Ingressos: R$ 50,00
Bilheteria (INTI): https://osesp.byinti.com/
(11) 3777-9721, de segunda a sexta, das 12h às 18h.
Cartões de crédito: Visa, Mastercard, American Express e Diners.
Estacionamento: R$ 28,00 (noturno e sábado à tarde) e R$ 16,00 (sábado e domingo de manhã) | 600 vagas; 20 para portadores de necessidades especiais; 33 para idosos.

IMPORTANTE: A partir de setembro, para frequentar a Sala São Paulo, é preciso apresentar o comprovante de vacinação contra a Covid-19 — ao menos da 1ª dose, de acordo com o calendário de imunização da cidade de cada um. Essa medida está de acordo com o Decreto Nº 60.488, publicado em 27 de agosto de 2021 no Diário Oficial do município. A obrigatoriedade é válida para estabelecimentos e serviços do setor de eventos com público superior a 500 pessoas —a lotação máxima da Sala atualmente é de 638 lugares, obedecendo ao Protocolo de Segurança. A comprovação é necessária para todos que frequentam a Sala: público, artistas e funcionários.

Como apresentar o certificado de vacinação:

1. Levando o comprovante original em papel;
2. Mostrando o comprovante digital, disponível nas plataformas e-SaúdeSP, ConectSUS e Poupatempo.
Informações úteis:​
- Quem ​se recusar a apresentar o documento​ n​ão poderá ingressar na Sala São Paulo, uma vez que a instituição fica sujeita a penalidades e interdição.
- Crianças de até 12 anos que ainda não foram contempladas pelo calendário de vacinação podem acessar o espaço normalmente.
- Vacinados fora do país devem apresentar o comprovante original.
- Quem não pode tomar a vacina por alguma diretriz médica deve apresentar documento que ateste essa impossibilidade. 

A Osesp e a Sala São Paulo são equipamentos do Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, gerenciadas pela Fundação Osesp, Organização Social da Cultura. 

Comentários
Assista ao vídeo
cture-in-picture" allowfullscreen>