Viver - Esporte

Madrid, a capital do futebol mundial

5 de Março de 2021

Justamente chamada de ‘capital do futebol mundial’ nos últimos anos, Madrid ama o esporte como nenhuma outra cidade no mundo, com lembretes da LaLiga sempre presente enquanto você se move pelas ruas.

Santiago Bernabéu, do Real Madrid, e Wanda Metropolitano, do Atlético de Madrid, recebem jogos em fins de semana alternados durante toda a temporada da LaLiga Santander. Se você gosta de algo diferente do ‘big 2’ na capital, o Getafe CF também está na elite nacional este ano, enquanto CD Leganés, Alcorcón, Rayo Vallecano e CF Fuenlabrada estão atuando no segundo nível do futebol espanhol, a LaLiga SmartBank, nesta temporada.

Isso é apenas o começo, no entanto. Por toda a cidade há lembretes de que o futebol se confunde com a história de Madrid há mais de um século, esperando que torcedores de todos os times os procurem.

1. Museus de Santiago Bernabéu e Wanda Metropolitano

Assistir a um jogo da LaLiga no Bernabéu ou no moderno Wanda Metropolitano será uma prioridade no itinerário de qualquer torcedor de futebol que venha a Madrid. Mas os visitantes também podem estar ansiosos para saber que ambos os estádios estão abertos durante a semana para permitir a visita dos torcedores quando os jogos não estão sendo disputados.

O tour pelo estádio Santiago Bernabéu é o terceiro destino turístico mais visitado em Madrid, o que não é fácil, considerando os outros pontos turísticos de classe mundial que a cidade tem a oferecer. O museu do clube exibe desde as chuteiras usadas pelo próprio Santiago Bernabéu, ídolo do Real, até instalações multimídia que colocam você em campo ao lado de estrelas como Eden Hazard e Karim Benzema. Você também pode seguir os passos dos jogadores, descendo o túnel e saindo para a grama sagrada e fazer perguntas na zona mista de imprensa.

O tour do estádio Wanda Metropolitano oferece acesso semelhante à nova casa supermoderna do Atlético, com os fãs sendo bem-vindos ao vestiário e outras áreas de bastidores, onde jogadores como Luis Suárez e João Félix se preparam para cada jogo. Você também pode se sentar no banco do técnico Diego Simeone e posar para selfies com o próprio mascote do clube do rojiblanco, Indi.

2. Cibeles e Neptuno

A quatro quilômetros do Bernabéu, descendo o frondoso Paseo de la Castellana, fica a Fuente de Cibeles. Os fãs Blancos saberão que esta fonte neoclássica do século 18, apresentando a deusa grega Mãe Terra em uma carruagem sendo puxada por dois leões rugindo, desempenha um papel fundamental em cada celebração de troféu conquistado.

A tradição do capitão do time Real envolvendo um lenço do clube em volta dos ombros da deusa data de meados da década de 1980, e está particularmente associada ao time de ‘Quinta del Buitre’ que ganhou cinco títulos consecutivos da LaLiga - com o atual diretor do clube Emilio Butragueño no ataque. O atual capitão Sergio Ramos cumpriu o dever em maio de 2017, quando seu clube selou o 33º título da LaLiga Santander. Afinal, por conta da pandemia, não houve comemorações por motivos sanitários após o 34º título em 2020.

A rivalidade do derby de Madrid está tão próxima, que apenas 500 metros adiante está a Fuente de Neptuno, com o deus grego do mar em mármore sacudindo seu poderoso tridente em frente ao mundialmente conhecido museu de arte do Prado. Os torcedores do Atlético de Madrid vêm aqui para comemorar sucessos, como o título mais recente da LaLiga em 2013/2014.

3. Puerta del Sol e Palácio Real

Bem no centro de Madrid está a praça Puerta del Sol, o 'quilômetro zero' de onde todas as distâncias rodoviárias na Espanha são medidas, e um local movimentado cheio de vida e energia 24 horas por dia.

Tanto Real quanto Atlético têm lojas oficiais nas proximidades - úteis para ingressos de jogos, lembranças, enquanto os visitantes com olhos de águia também verão a estátua de granito 'Oso y Madroño' [Urso e Morango] do emblema do clube do Atlético no canto nordeste da Praça. Do outro lado, fica a Real Casa de Correos, que já foi o correio real, mas agora é a sede do governo regional, de cuja varanda os jogadores do Real Madrid e do Atlético se dirigem aos fãs no dia seguinte à conquista de cada troféu.

Uma curta caminhada pela Calle Mayor leva você ao Palácio Real, residência oficial dos Reis da Espanha por séculos, embora o Palácio de Zarzuela seja a verdadeira casa do Rei Felipe VI, um grande apoiador do Atlético desde sua juventude e presidente honorário do clube desde 2003. O pai de Felipe, Juan Carlos, Rei de 1975 a 2014, é um torcedor convicto do Real Madrid e foi um visitante regular do Bernabéu. Deve ter contribuído para conversas familiares interessantes nos dias de Derby ao longo dos anos...

4. Rastro de Madrid e o parque ‘Madrid Río’

Os caçadores de recordações do futebol não vão querer perder o mercado de pulgas Rastro de Madrid. ‘Mercado de Pulgas’ nada mais é que um local onde diversos vendedores se reúnem para comercializar bens antigos, usados e outras mercadorias, inclusive de fabricação artesanal. No Nordeste brasileiro é conhecido como "feira do rolo". Em Madrid, ele se estende da Plaza de Cascorro pela La Ribera de Curtidores e pelas ruas ao redor. Todos os domingos de manhã, barracas ao ar livre vendem tudo o que se possa imaginar, incluindo todos os tipos de memorabilia do futebol, desde programas de jogos autênticos a figuras comemorativas e camisas de réplicas vintage.

A um curto passeio mais ao sul do centro da cidade está o rio Manzanares, onde o antigo Estádio Vicente Calderón foi colocado e agora totalmente demolido, onde o Atlético jogou de 1966 a 2017. Estendendo-se em cada direção está o parque 'Madrid Río', uma recreação e área de cultura repleta de coisas para fazer para as crianças. Existem também campos públicos de futebol de cinco, onde os visitantes que trazem as suas próprias chuteiras podem participar de jogos.

5. Ribeyes e Sirloins: restaurantes das Estrelas

Os torcedores que visitam Madri também têm a chance de comer em restaurantes frequentados por estrelas da LaLiga e, se tiverem muita sorte, talvez até avistem um jogador do Real ou do Atlético comendo um bife após a partida.

Meson Txistu na Plaza Angel Carbajo é onde os jogadores do Real tradicionalmente comiam juntos para comemorar as vitórias na LaLiga, conforme confirmado por paredes com fotos de jogadores, treinadores e presidentes dos Blancos antigos e atuais.

Já o vizinho Asador Donostiarra na Calle de la Infanta Mercedes oferece um cardápio similar com muita carne, e as fotos internas confirmam que sediou a festa quando o Atlético ganhou o título em maio de 2014. O atual técnico do Colchonero, Diego Simeone, também é conhecido por visitar a churrascaria Di Maria em Calle Felix Boix.

Não é só Futebol. É LaLiga.

#HayQueVivirla

Sobre a LaLiga

LaLiga é uma organização global, inovadora e socialmente responsável, líder no setor de lazer e entretenimento. É uma associação desportiva privada constituída pelos 20 clubes e sociedades desportivas (S.A.D.) da LaLiga Santander e pelos 22 da LaLiga SmartBank e é responsável pela organização das duas competições nacionais de futebol profissional. Na temporada 2018/2019, a LaLiga atingiu 2,7 bilhões de pessoas em todo o mundo. Com sede em Madrid (Espanha), a LaLiga está presente em 55 países através dos seus 9 escritórios e 46 delegados. A associação realiza sua ação social por meio de sua Fundação e é a primeira liga de futebol profissional do mundo a ter uma liga para jogadores de futebol com deficiência intelectual: LaLiga Genuíno Santander.

Comentários
Assista ao vídeo
cture-in-picture" allowfullscreen>