Viver - Beleza

Efeito Lifting: conheça o tratamento facial e corporal que deixa a pele esticada sem cortes

23 de Novembro de 2020

Especialista fala sobre o Ultraformer III, o novo queridinho dos famosos que estimula colágeno e trata a flacidez

Créditos: Divulgação

 

Com o passar dos anos é comum que  a nossa pele comece a ficar mais flácida. Na região abdominal, por exemplo, esse problema também pode ocorrer após a perda de peso ou depois do parto.  A boa notícia é que agora, em muitos casos, isso pode ser resolvido sem cirurgia, com o uso do Ultraformer III e os bioestimuladores de colágeno.

“Eles são muito menos invasivos do que uma cirurgia, feitos em consultório, com uma rápida recuperação e duram em média 18 meses”, explica a dermatologista, Dra. Iara Resende.

Para quem ainda não conhece, o Ultraformer III é uma tecnologia coreana, que chegou para ficar e já se tornou o queridinho de muitas celebridades. O tratamento é baseado na aplicação de energia através de um ultrassom micro e macrofocado  desde as camadas mais profundas do rosto até a mais superficial, que é a pele. O diferencial  é que  não há necessidade de cortes e tempo de recuperação. “O equipamento possui várias ponteiras e com isso, conseguimos atingir todas as camadas do rosto oferencendo um tratamento mais completo para o rejuvenescimento. É possível tratar as camadas de: gordura, fáscia muscular e  a mais superficial que é a pele. Além disso, esta mesma energia cria pontos de coagulação que gera um estímulo para a produção de  novas fibras de colágeno”, explica a especialista.

Segundo a Dra. Iara, o tratamento aquece a região e eleva a temperatura até 75 graus, gerando  pontos de coagulação para “subir” o rosto e dar um lifting da região.  As sessões duram em torno de 30 a 60 minutos, dependendo da região a ser tratada. “Embora a sensibilidade varie de paciente para paciente, pequenas pontadas poderão ser percebidas quando o ultrassom é aplicado. Após o procedimento, alguns pacientes podem apresentar uma leve vermelhidão, inchaço ou sensibilidade ao toque. No entanto, todos estes leves desconfortos são rápidos e temporários e o paciente poderá retomar suas atividades cotidianas assim que sair do consultório”.

Os resultados poderão ser percebidos logo após o procedimento. No entanto, serão mais expressivos em aproximadamente três meses. “Isto se dá pela produção de colágeno que é formado pelo organismo. Para que os resultados sejam mantidos e melhorados, novas sessões anuais devem ser realizados. Se o paciente puder associar bioestimuladores de colágeno injetáveis  (Sculptra e Radiesse), os resultado ficam ainda mais visíveis”, finalizou a dermatologista.

Mais sobre a Dra. Iara Resende

Médica dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), nasceu em Coromandel, Minas Geais. Formada pela UNIUBE (universidade de Uberaba), fez residência em Clínica Médica no Hospital Municipal Carmino Caricchio (SP) e especialização em Dermatologia pela Santa Casa de São José dos Campos. Além de participar do Programa de Complementação Especializada em Tricologia (doenças do cabelo e couro cabeludo) pela FMUSP - SP.

Sempre se atualizando e buscando conhecimento através de novas técnicas em cursos e congressos nacionais e internacionais, a Dra. Iara Resende atua tanto na área clínica (doenças de pele, couro cabeludo e unhas) como também na dermatologia estética, tendo como principal objetivo melhorar a qualidade de vida dos seus pacientes

Atualmente atende em São Paulo na clínica “New Life Prime - Iara Resende Dermatologia”, no bairro do Anália Franco e em Coromandel MG,  na “Interclínica - Iara Resende Dermatologia”.

Site oficial: www.iararesendedermatologia.com

Instagram: @dra.iararesende

Facebook: /iararesende

Comentários
Assista ao vídeo
cture-in-picture" allowfullscreen>