Colaboradores - Miss e Mister Brasil

Jornalista Patricia Parenza convida mulheres da sua geração a se despirem do preconceito

16 de Outubro de 2020

É com este tipo de posicionamento que a jornalista e empresária Patricia Parenza está influenciando muita gente nas redes sociais.

Com mais de 25 anos de experiência em jornalismo feminino, assinando inúmeros projetos de tevê, consultoria para grifes, palestras e eventos de moda, Patricia se redescobriu em 2020 como comunicadora digital.

Suas lives no instagram tem atraído muitas mulheres, tanto na audiência quanto na qualidade das convidadas. Patricia, durante a pandemia, conversou com Claudia Raia, Monica Marteli, Carla Camurati, Martha Medeiros, Maitê Proença, Consuelo Blocker, entre outras.

As conversas giram em torno da auto-estima da nova mulher de 45+, sempre reforçando a potência do amor próprio. Patricia que completou 50 anos em setembro defende suas ideias com argumentos e atitudes.

Em um dos seus posts mais comentados, publicou-se nua no instagram, defendendo que esta nova mulher tem direito de fazer tudo o que deseja. Junto com a foto, escreveu :

“Convido vocês a se despirem comigo de todo e qualquer preconceito. Contra tudo o que nos fizeram acreditar, estou aqui pra dizer que mulher de 50 pode ser sexy sim, pode mudar de vida sim, pode começar um negócio novo sim, pode voltar a estudar, pode começar um novo relacionamento, pode mandar nudes pra quem quiser... Aliás, qualquer mulher pode e deve ser livre e fazer da sua vida o que bem entender aos 30,40,50,60,70.  Somos donas dos nossos corpos e destinos. E ninguém tem nada a ver com isso. Você pode e deve usar a roupa que quiser em qualquer idade, você pode fazer botox ou assumir suas rugas, você pode deixar o cabelo branco ou pintar. Você pode e deve aceitar suas curvas ou a falta delas. Mas se algo te incomoda... vai lá e malha, muda teu corpo se esse é teu desejo. Seja a mulher que você quer ser sem neuras e sem medo da opinião alheia.  Seja livre, seja independente! Que venham os próximos 50! Eu tô pronta - e vocês?”

Patricia tem esperança que o mercado valorize esta nova mulher adulta. E declara: “não somos representadas na mídia, é incrível descobrir que apenas 2% dos editoriais de moda no mundo foram realizadas com mulheres mais velhas”. 

Seguir @patriciaparenza é um ótimo jeito de enfrentar o estigma que envelhecer é feio.

Comentários
Assista ao vídeo