Colunistas - Rodolfo Bonventti

Bom Dia Brasil cria o hábito de se tomar café da manhã acompanhando as últimas notícias

23 de Junho de 2020

Criado em 1983, o programa jornalístico “Bom Dia Brasil” foi o primeiro no seu segmento a apresentar as notícias a partir dos estúdios da TV Globo em Brasília.

Logo Bom Dia Brasil de 1984
 

Apresentado inicialmente pelo jornalista Carlos Monforte, ele tinha 30 minutos de duração e o objetivo de dar maior ênfase, as 7h da manhã a matérias e entrevistas que envolvessem a política e a economia brasileiras.

Carlos Monforte apresentando Bom Dia Brasil
 

O seu principal quadro nessa época era o “Café da Manhã”, ou seja, uma entrevista durante o desjejum com uma autoridade do Executivo ou do Legislativo.  O quadro se manteve, com algumas mudanças como personalidades do mundo empresarial tomando o café com o jornalista, quando o programa passou a ser apresentado, a partir de 1996, do estúdio da TV Globo no Rio de Janeiro. 

O sucesso do telejornal junto aos telespectadores que levantavam cedo se deu, principalmente, à linguagem informal e objetiva que o programa adotou desde o início, explicando de forma acessível os principais acontecimentos que iriam impactar o País naquele dia.

Bom Dia Brasil - Renata Vasconcellos
 

Além da entrevista do “Café da Manhã”, cuja estréia contou com o então presidente da República, João Batista Figueiredo, o telejornal também inovou com a previsão do tempo para todo o Brasil, o movimento nos principais aeroportos e a apresentação das manchetes dos maiores jornais diários brasileiros.

Bom Dia Brasil - Mariana Godoy
 

O “Bom Dia Brasil” realizou, em média, mais de 600 entrevistas por ano com políticos e empresários brasileiros. Carlos Monforte deixou a apresentação do telejornal em 1991, mas as principais mudanças vieram em 1996, quando a apresentação passou a ser de uma dupla, Renato Machado e Leilane Neubarth, diretamente da sede da TV Globo no Rio de Janeiro, e os âncoras passaram a ter maior liberdade e interação para comentarem as notícias.

As mudanças também incluíram a inserção de matérias de cultura e de comportamento, o que fez com que o telejornal ganhasse ares de uma grande revista informativa diária. Carlos Monforte de Brasília e Chico Pinheiro direto dos estúdios em São Paulo passaram a ser presenças diárias no telejornal.

Chico Pinheiro no Bom Dia Brasil
 

Em 2002, Leilane cedeu o lugar para Renata Vasconcellos e em São Paulo, Mariana Godoy assumiu o posto que era de Chico Pinheiro. Dois anos depois passaram a ser constantes a entrada dos correspondentes da emissora no exterior, principalmente de Nova York, e abriu-se um espaço para o noticiário esportivo via Mauricio Torres e em seguida Tadeu Schmidt.

Leilane Neubarth no Bom Dia Brasil
 
Renato Machado no Bom Dia Brasil
 

Renato Machado deixou a apresentação do telejornal em 2011, quando Chico Pinheiro assumiu o seu lugar. Hoje, o comando do jornalístico, que levanta bons pontos de audiência para a emissora, logo cedo, cabe a dupla Chico Pinheiro e Ana Paula Araújo, que contam com as presenças diárias de Giuliana Morrone que fala direto de Brasilia e Rodrigo Bocardi de São Paulo.

Bom Dia Brasil - Renata Vasconcellos e Chico Pinheiro
 
Comentários
Assista ao vídeo
cture-in-picture" allowfullscreen>