Colunistas - Patrícia Fernandes

Imunidade Mental você sabe o que é?

6 de Abril de 2020

Que uma dieta desequilibrada afeta sua saúde você sabe. Que o sedentarismo favorece o aparecimento de doenças também. Mas você faz ideia da influência das suas emoções no seu sistema imunológico?

Estudos comprovaram que o sistema endócrino e nervoso, por exemplo, influencia as defesas do nosso corpo pela liberação de hormônios, que estão diretamente ligados as nossas emoções.

Quando nos sentimos bem nosso corpo funciona de maneira equilibrada.

Por outro lado, quando estamos em uma montanha-russa de sentimentos, promovemos a liberação de hormônios de maneira descontrolada, o que afeta não só nossas células de defesa como todas as funções orgânicas que desempenhamos.

A imunidade mental é a base para a resiliência emocional. Da mesma forma que uma gripe pode piorar a saúde de alguém que já está debilitado, um simples contratempo ou pensamento negativo pode fazer o mesmo para quem não está “mentalmente imune”. A imunidade mental é o que acontece quando condicionamos nossas mentes a não só esperar os pensamentos relacionados ao medo ou aos desafios externos, mas a tolerá-los quando surgirem. É mudar o objetivo de evitar a dor para criar significados na vida, reconhecendo que o sofrimento fará, inevitavelmente, parte da jornada.

Imunidade mental é não ter a capacidade de resistir ou recusar pensamentos negativos, é estar apto a observá-los sem agir ou, automaticamente, acreditar que eles representam a realidade.

Quando temos esse tipo de imunidade, conseguimos nos tornar observadores dos nossos próprios pensamentos e sentimentos. Podemos identificar o que precisamos, o que não queremos e o que realmente importa. Ao longo do processo de reintegração, ou de não-resistência, nos tornamos mais capazes de tolerar as ideias que assustam. Quanto menos reagimos a elas, mais aprendemos.

Veja algumas maneiras de se tornar imune mentalmente e criar resiliência emocional:

Adote uma atitude de progresso em vez de perfeição

Focar em 1% de aperfeiçoamento do seu comportamento ou mecanismos de enfrentamento diariamente é mais efetivo do que tentar revolucionar sua vida radicalmente. E isso acontece por uma única razão: só a primeira das duas alternativas é realmente possível.

Esteja disposto a enxergar a mudança

Quando as pessoas lutam com algo por longos períodos, é possível que haja resistência para enxergar alguma mudança. Isso ocorre simplesmente por causa da quantidade de tempo em que essas situações vêm ocorrendo. O desejo de ver algo mudar, na verdade, inicia a mudança. Se você não pode fazer mais nada em um dia, diga em voz alta:

“Estou disposto a ver essa mudança”. Aceite que por pior que seja a circunstância tudo tem um lado bom. Procure enxergar o que de melhor pode acontecer em qualquer situação.

Deixe o medo de lado

Imagine o que você faria com a sua vida se o medo não existisse. Isso é o que você deveria estar fazendo agora. Focar na superação de alguma coisa provoca o fortalecimento do ser humano. Aprender a focar no que realmente importa é o que nos faz seguir em frente.

Mantenha-se presente

Tudo na sua vida que o sabota é produto da falta de vontade de estar presente. Nós compramos, gastamos, comemos, bebemos, sonhamos e planejamos nossa fuga do presente constantemente, o que significa que nunca confrontamos os sentimentos. Estar presente é essencial para desenvolver força mental e saúde emocional, porque nos permite responder aos pensamentos e sentimentos em tempo real, além de confrontar o que nos incomoda antes de adotar mecanismos de defesa que não são saudáveis para erradicar a situação.

Adote uma atitude vencedora

Devemos “treinar” a mente para ser uma pessoa bem-sucedida, nos munindo de pensamentos e percepções positivas, possibilitando sermos mais assertivos nas decisões e escolhas, que irão beneficiar nós mesmos e as pessoas que estão ao nosso lado. E como fazer isso?

Motivar-se por meio de conquistas e objetivos é um dos elementos cruciais para atingir uma atitude vencedora, além de sempre rememorar as coisas que já deram certo!

Saiba que independente do que aconteça nada é permanente, mas estar fortalecido mentalmente para cada situação faz com que você possa superar independente do resultado e pronto sempre que precisar!

Texto de Adriana Borges – Parapsicóloga, Hipnoterapeuta e Radiestesista

Pós Graduada em Orientação Parapsicológica Social e Institucional e Clínica pelo IPAPPI/UNIVALI. Também formada nos Módulos I, II e II do curso de Hipnose Sistêmica Prática e Clínica como também Practitioner em PNL, Induções Hipnóticas, Formação Internacional em Hipnose Ericksoniana pelo Instituto Rogério Castilho, Hipnose Rápida, Fascinação e Mesmerismo Módulo I, II e III por Fenando Liberal, Reiki I e II pelo Instituto Integrando, Linguagem do Corpo e Oratória pelo Instituto de Cristina Cairo e Radiestesista pelo Espaço Humanidade.

http://www.reprogramesuamente.com.br/

Comentários
Assista ao vídeo