Notícias -

Mulher é assassinada e marretadas pelo ex-marido, que em seguida se jogou da Ponte Rio-Niterói

14 de Janeiro de 2022

Nesta última quinta-feira (13), Bruna Araújo de Souza de 31 anos, foi morta a tiros e a marretadas pelo ex-marido, Haroldo da Silva Amorim de 41 anos. O crime aconteceu em São Gonçalo, no Rio de Janeiro.

Quando ela chegou lá, era uma armadilha. Ele estava com duas armas, que vendeu o carro para comprar e matá-la. Fez tudo pensado. | Foto: Redes Sociais

Os Familiares disseram que o casal já estava separado havia 4 meses, e ela sofria ameaças constantes pelo ex-companheiro. As informações são do site Isto É.

Ainda segundo familiares, Haroldo a xingava na frente de todo mundo, e sempre a tratava mal. Ele a perseguia com armas dizendo que, se não ficasse com ele, que iria matá-la. Essas ameaças eram constantes. Vivia perseguindo-a.

O casamento durou 14 anos e o casal teve uma filha de 12 anos. Segundo relatos dos familiares, Haroldo não aceitava o fim do relacionamento.

Outro familiar disse que, Bruna estava feliz nos últimos 4 meses, era linda e vivia sorrindo. Haroldo mandou uma mensagem para que ela fosse em sua casa pegar os pertences dela, e que iria trabalhar e não estaria em casa. Quando ela chegou na casa, era uma armadilha. Ele estava armado, e matou, relata o familiar.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Haroldo se jogou do chamado Vão Central da Ponte Rio-Niterói. O homem chegou a ser socorrido e levado ao Hospital Municipal Souza Aguiar em estado grave, mas não resistiu e morreu.

Comentários
Assista ao vídeo